25 de mar de 2011

MOMENTO POESIA

TUAS MISERICÓRDIAS

Tuas misericórdias, Senhor, são a razão porque eu vivo.
Tuas misericórdias não têm fim.
Como explicar  a origem desse amor se a eternidade está em ti.
Antes do início de tudo, já me amavas e para ti o fim não existe, Senhor.
Esse amor me fortalece quando sou fraco,
Justifica-me quando, mesmo sem querer, faço o que não quero.
Transforma minhas vontades no teu querer.
Tua alegria invade a minha alma de um jeito insaciável.
E mesmo assim, às vezes, sinto-me tão fraco.
Então me lanço diante de ti: de joelhos ou em silêncio.
E teu Espírito vem confortar meu coração:
Eu sou contigo. Não temas. Crê somente, filho meu.
Eu estou no controle, porque Sou o controle.
Vejo o teu coração. Estou voando com você.
O vento não sabe para onde vai, mas eu sei onde você vai chegar.
Sinta o vento e brinque de voar nos meus braços. Dance como criança.
A ventania vai se tornar uma brisa leve.

Então me lanço diante de ti. Fecho os olhos e penso na tua misericórdia.
Eu não mereço tanto amor e ainda assim faz-me falar da tua graça.
Viver da graça.
Tuas misericórdias, Senhor, são a razão porque eu vivo.
Tuas misericórdias não têm fim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário